terça-feira, 18 de novembro de 2014

47 Anos de morte de Monsenhor Angêlo Sampaio

2014. Voltemos à Petrolina de 1967... O Reverendíssimo Mons. Ângelo Sampaio, tinha comemorado seu Jubileu de Diamante, em 1966. Há 11 anos havia recebido, do Papa Pio XII, o honroso título de Protonotário Apostólico (garantia-lhe a dignidade episcopal, tantas vezes por ele recusada) nas suas Bodas de Ouro, em 56... 

Na sua vida eclesiástica nunca almejou ao carreirismo, muito pelo contrário, aquietava-se na humildade de sua estatura, muito embora, seus dotes intelectuais e de virtude, atraíra uma áurea resplandecendo em torno de seu, respeitado e reverenciado nome... nome de anjo... Ângelo... 

Ordenado em 1906 serviu à Diocese de Olinda, depois à Diocese de Floresta, quando recebeu, do Papa Bento XV, seu primeiro título de Monsenhor, era 1915... à Arquidiocese de Olinda e Recife, como Vigário Geral, quando então foi instalada a Diocese de Petrolina... 1924... e como servo obediente, retornou aos seus rincões sertanejos para preparar e cuidar da messe do Senhor.

A Dom Malan, 1º Bispo, serviu com grande distinção, tanto no atendimento à imensa área pastoral da recém-criada Diocese, quanto nas viagens à França e ao Vaticano, em busca das doações para a construção da magnífica Catedral de Petrolina.

Depois, a Dom Idílio Soares, a Dom Avelar Brandão Vilela e ao seu último Bispo Dom Campelo de Aragão... foram quatro governos episcopais que contaram com seus discretos conselhos de Vigário Geral e por três vezes Vigário Capitular...

Com tanta experiência acumulada, a Mitra Tridentina, por três vezes tentou pairar sobre sua fronte, mas, sabiamente soube dela se desviar...

Mons. Ângelo Sampaio... quisera a intrepidez de um incidente, no dia 15 de novembro de 1967, tolher este frondoso jacarandá, em cuja sombra tantos sobrinhos, afilhados, parentes e compadres cresceram... não foi de imediato... à tentativa de fazê-lo sobreviver, levaram-no, em avião do governo do Estado de Pernambuco, disponibilizado pelo então Governador Dr. Nilo Coelho, à capital Recife.

Infelizmente, terceiro dia, Petrolina curvava-se diante do túmulo do estimado Mons. Ângelo Sampaio... era o dia 18 de novembro de 1967... dia em que os filhos espirituais daquele que fora o plasmador da alma petrolinense, sofreram doloroso golpe. 
Aquele que fora anjo de nome, passou a ser o Anjo Tutelar da Diocese!

Nestes 47 anos de ausência física, relembramos a memória do inesquecível Mons. Ângelo Sampaio, em um preito de gratidão!

Por: Jazom B. Jr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário