sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Diário Espiritual: A árvore da Vida

Refletindo esses dias em minhas meditações pessoais, estava lendo o livro do Gênesis, mais precisamente no capítulo 2, versículo 9, onde fala do jardim do Édem, cheio de árvores frutíferas belas e com frutos saborosos, entre essas árvores citou-se também a árvore da vida e a árvore do conhecimento do bem e mal, mas como entender cheguei a ser isso?

Entendendo que o texto usa símbolos para se referir a determinados assuntos, refleti e rezei sobre o que seria essa árvore da vida e cheguei a seguinte conclusão:

A Vida do homem só se dá em comunhão com Deus, foi Deus quem o criou e sozinho o homem não seria capaz de criar-se a si mesmo, a árvore da vida que estava no meio do jardim é um símbolo dessa comunhão, havia vida porque havia comunhão.
Por sua vez a morte se deu no momento da desobediência, quando o homem preferiu a soberba e a possibilidade de "ser como Deus", a árvore do bem do mal é a desobediência e o fruto é a morte, tudo isso causado pela falta de comunhão rompida pela desobediência.

Jesus por sua vez foi enviado para restaurar essa comunhão com Deus e o homem perdida com Adão, por isso Ele nos aponta o caminho da árvore da vida, um caminho de obediência, caminho traçado por Maria e pelo próprio Jesus, esse é o caminho da vida, ou da árvore da vida, o caminho da Cruz.

Justamente, o caminho da cruz, a cruz é a árvore da vida, nela Jesus destruiu o mau e a morte e por sua obediência devolveu ao homem o fruto da vida eterna ou seja, a comunhão de novo com Deus, essa comunhão se deu pela cruz, é fruto da cruz, essa é a árvore da vida, a cruz.

Por tanto hoje nós cristãos não devemos ter medo da santa cruz e dos sofrimentos do nosso dia a dia, porque esses sofrimentos nos unem a Cristo em obediência a Deus, com o sofrimento é possível ao cristão adquirir uma infinidade de virtudes num caminho de perfeição e obediência que nos leva ao Cristo crucificado, a obediência e a árvore da vida para que em fim possamos comer do seu fruto, a comunhão com Deus.

Dessa forma a nossa vida se torna um culto agradável a Deus, culto vivo, missa viva na vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário