sábado, 20 de julho de 2013

Igreja pode ter um Santo Surfista...


Bom dia blogueiros...

Depois de muita correria tive um tempinho para matar a saudade do blog que andava meio parado, e decidi partilhar com vocês a história de Guido Schãffer, um jovem surfista, médico e seminarista que evangelizava na praia e atendia os pobres como médico, seu carinho pelos mais necessitados era marcante, mas seu testemunho ajudou muitos jovens a sair das drogas e conhecer a Deus na Praia, seu movimento de evangelização na praia ainda existe e seu túmulo recebe sempre muitas cartas de agradecimento. Ele gostava de rezar o terço todos os dias, e está em processo de beatificação. Nas minhas orações eu já o destaquei como um amigo, como um intercessor, e um exemplo de amor a Deus, me identifico com ele, especialmente por ele ser seminarista, acho que ele compreenderá melhor minhas angústias nos tempos de hoje, e dos jovens católicos de todo país, acredito que em breve será canonizado, e já me coloco sobe sua proteção e intercessão.

O livro com sua história já está a venda, em breve será lançado o filme, que eu não quero perder por nada, agradeço a Deus por ter existido alguém assim, você poderá adquirir o livro neste link: http://www.submarino.com.br/produto/113818263/livro-o-anjo-surfistahttp://www.submarino.com.br/produto/113818263/livro-o-anjo-surfista .



 O Jovem médico que recebeu o chamado para o sacerdócio ao se deparar com o olhar do Beato João Paulo II durante sua visita apostólica ao Rio de Janeiro em 1991, Guido Schäffer viveu a fé cristã com a alegria da juventude. Ele foi seminarista e, nas horas de lazer, gostava de “pegar umas ondas”. Capítulos da vida de Guido poderão ser vistos em um documentário, que terá um trailer de 15 minutos exibido durante a JMJ Rio2013.

O roteirista do documentário, o escritor moçambicano Manuel Arouca, é também autor do livro “O anjo surfista”, que tem como tema a vida de Guido. O livro será lançado no dia 1º de julho, às 19h, na Livraria Argumento, no Leblon. “O documentário é baseado em testemunhos, em filmagens de cobertura de lugares por onde ele passava e vamos tentar recriar situações da vida do Guido para tornar mais interessante o doc-filme”, explicou o roteirista em visita ao Comitê Organizador Local (COL) da JMJ.

Em entrevistas com parentes e amigos e em imagens que mostram o cotidiano de Guido, o documentário pretende mostrar a vida dele como um exemplo a ser seguido por outros jovens. Com humildade e entrega, Guido se formou em Medicina e dedicou sua vida ao trabalho com os pobres e necessitados.

Segundo uma das produtoras do filme, Cristina Arouca, o projeto do filme é dela e de seu marido, Manuel Arouca. “As ideias do filme e do livro vieram juntas. A história dele é tão rica e cheia de detalhes que dá para fazer tudo. O documentário impressiona pela atualidade da realidade das pessoas que falam. Os relatos vivos são muitos impressionantes”, destacou.

Cristina conta que os jovens se apaixonavam pela forma com que ele conduzia a vida e que muitas pessoas foram tocadas pelo seu exemplo e testemunho e até hoje se mantém fiéis ao propósito de vida dele. “Dizem que ele encadeava luz e paz, e se dedicava muito à Palavra de Deus. É uma pessoa que atravessa gerações”, disse.

No dia 1° de maio de 2009, ele morreu fazendo o que gostava: surfando. “Penso que nos tempos em que vivemos as pessoas estão sedentas do testemunho de gente boa, gente positiva, gente com esperança. E uma das coisas muito importantes no testemunho do Guido é não tenhas medo e não tenhas medo da morte” disse Cristina Arouca.

Segundo os produtores, o filme vai ter imagens aquáticas para mostrar a sensação de Guido nas ondas. O tricampeão mundial de surf de Ondas Gigantes, Rodrigo Resende, conhecido pelos surfistas como “The Monster”, era amigo de Guido e vai participar do documentário.

Amigo desde a juventude

Guido tinha como grande amigo o padre Jorge Luiz Neves, mais conhecido como padre Jorjão, que o acolheu com muito carinho no EJC-Paz, o grupo de jovens da paróquia Nossa Senhora da Paz. No grupo, Guido sentiu o chamado para ser padre e entrou para o Seminário. Hoje, padre Jorjão faz parte do grupo que busca a beatificação do jovem surfista. Para o sacerdote, o exemplo de vida de Guido desmente o discurso dos meios de comunicação de que a Igreja “é coisa de gente chata, triste e de idoso”.

“Era um jovem normal, surfista carioca da Zona Sul, que ‘pegava onda’, falava gíria e tinha um ideal na vida. Ele namorou, ficou noivo, estudou, se formou e foi um grande médico, elogiado pelos professores de Medicina e pelos pacientes. Tinha carinho pelos simples e pobres e trabalhava com os moradores de rua. Quis ser padre, foi para o Seminário e não perdeu a alegria e a juventude e o modo de ser carioca. Ele contagiava os surfistas na praia, falava de Deus e transformava a vida de pessoas que bebiam, e deixavam de beber, e de drogados, que abandonavam as drogas. Um jovem que tocava idosos, jovens e crianças, pessoas de todas as classes. Isso fala mais que mil palavras. A Palavra de Deus não fez dele um homem careta e chato, mas um jovem de fé, alegre e de bem com a vida, que fazia feliz outras pessoas”, contou.

Padre Jorjão também está fazendo um livro em homenagem ao Guido, que tem a previsão de ser lançado na época da JMJ. Segundo ele, o livro mostra que não é uma utopia a juventude e vida cristã”, destacando que “qualquer jovem, more no Alasca ou no Rio, na Baixada ou em Copacabana, seja rico ou pobre, pode ser cristão”.

Breve biografia de Guido

Guido Schäffer nasceu em 22 de maio de 1974, em Volta Redonda, Rio de Janeiro. Em 1998, formou-se em Medicina e, um ano depois, iniciou sua residência médica na Santa Casa de Misericórdia e o atendimento médico à população de rua com as Missionárias da Caridade. Em 2001, passou a integrar o corpo clínico da Santa Casa e a atuar na Pastoral da Saúde.

Inclinado ao sacerdócio, iniciou os estudos preparatórios no Mosteiro de São Bento em 2002 e ingressou no Seminário São José em 2008. O seu amor à Eucaristia, a sua vida de profunda oração, a sua entrega abnegada aos pobres e doentes, a sua dedicação

3 comentários:

  1. É MA-RA-VI-LHOSO, saber que nos dias de hoje temos exemplos de jovens que doam totalmente a vida a Deus. Estou muito emocionada! Não conhecia a história de Guido, já comecei a fazer a oração. Espero em Deus que em pouco tempo ele seja beatificado

    ResponderExcluir
  2. que deus o ilumine nesta passagem terrena...só os verdadeiros escolhidos de deus tem missões tão especiais...que essa canonização seja repleta de luz e paz....que seja exemplo pra muitos que aqui estão vivendo na fé...ele um exemplo lindo de vida...creio...que muitos milagres já foram realizados e atravéz dele termos ajuda para muitos outros...!!

    ResponderExcluir
  3. obrigada senhor por este amigo espiritual...ele fará muitas coisas em prol dos necessitados..creio..deus o ilumine....

    ResponderExcluir