domingo, 24 de fevereiro de 2013

VIDA MORTAL OU MORTE VITAL?



 

Primeiramente quero deixar claro que essa reflexão não estará ligada a uma vida Eterna. A vida citada aqui é a nossa passagem pela Terra, o nosso cotidiano. 

                Então pergunto a você, você está levando uma vida mortal ou uma morte vital? Frase confusa essa né? Explico!

                Estava lendo o livro Confissões de grande filosofo da Idade Média Santo Agostinho, que me deixou inquieta com essa frase e me levou a pensar para que rumo estaria levando a minha vida.

                Quantas vezes em minha história não passei pela vida de uma maneira “morta”, que restaram em mim apenas os sinais vitais, que vivia como um vegetal.

 
                Quantas vezes não aproveitei grandiosidades existentes na terra por seguir falsas verdades?  

 A vida terrestre deve ser aproveitada, verdadeiramente vivida, e não falo aqui de falsas alegrias, mas nos colocarmos na posição de seres humanos, com desejos e necessidades humanas, vivermos realmente, buscando a felicidade plena. Que possamos ter uma vida mortal, e não uma morte vital.



                                                                                                         Yonara Félix 

Nenhum comentário:

Postar um comentário