sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Entrevista com Pe. Rivero, Diretor Espiritual do Seminário Mater Eclesiae do Brasil

Bom dia Blogueiros!


O Nosso blog começará a postar temáticas vocacionais seguindo as orientações da Igreja no Brasil, vamos celebrar, testemunhar, valorizar, incentivar, rezar pelas vocações, e como sabemos no primeiro domingo de agosto e na primeira semana será celebrada a vocação sacerdotal, por isso partilho com vocês uma pequena entrevoista que tivemos com Pe. Antônio Riveiro.

Padre Antonio Rivero, nascido em Ávila, Espanha, a terra de santa Teresa de Jesus e de são João da cruz, grandes místicos. Sou sacerdote religioso, da congregação dos legionários de Cristo. 
Atuante na diocese de Campo Limpo, são Paulo.

 

Saudações cordiais.

Com prazer respondo a suas perguntas.

 Mando-lhe a minha bênção.
Exerço  meu ministério sacerdotal no seminário Maria Mater Ecclesia, em Itapecerica da Serra (Campo Limpo, são Paulo), como professor de teologia e oratória e diretor espiritual. Foi pároco 12 anos em Buenos Aires. 
tenho 55 anos. E 26 anos de padre. O ano passado celebrei as minhas bodas de prata sacerdotais na Espanha, com minha mãe e familiares. Também foi a Roma, onde fui ordenado sacerdote. E finalmente estive em Terra Santa para agradecer a Jesus a graça dos meus 25 anos de padre. 

1º Porque decidiu seguir a vida sacerdotal?

Resposta: desde os 8 anos de idade eu quis ser padre, graças ao exemplo do meu pároco. Queria ser missionário, celebrar a missa, confessar e pregar o Evangelho de Jesus, levar a todos ao céu. E quando Deus me chamou, respondi "sim".



2º Como foi o seu chamado?

Resposta:

Venho de uma família muito católica, com cinco irmãos. Minha mãe sempre pedia a Deus ter um filho sacerdote. E conseguiu esta graça. Sou o terceiro dos irmãos. Estou no coração da família e sou o coração da família, como sacerdote. Toda a minha família está feliz por esta graça especial de Deus: ter um filho e um irmão sacerdote. Estão orgulhosos de mim e eu deles.

O chamado foi muito simples: chegou um sacerdote na minha escola. Falou do seminário menor. Colocou um filme das atividades que tinham no seminário. Eu fiquei empolgado. E exclamei: EU QUERO IR LÁ. Falei com minha mãe e meu pai e eles me deram a permissão, pois era menor de idade. Apoiaram-me sempre durante a minha formação que durou 18 anos. Entrei aos 11 anos no seminário menor e foi ordenado sacerdote aos 30 anos. Fiz o meu noviciado, depois os estudos clássicos, mais tarde filosofia e teologia, com três anos de pastoral, antes da minha ordenação sacerdotal. Muitos anos, mas não me arrependo, pois Cristo, através dos meus formadores, foi me formando para ser sacerdote autêntico e fiel. Não me arrependo de ter escolhido esta vocação que Deus escolheu primeiro para mim. E se nascesse de novo, voltaria a ser padre. Sou muito feliz de ser sacerdote de Cristo.

3º Pra você o que é ser padre?

Resposta: ser padre é ser outro Cristo. Levar o amor de Deus. Ser os olhos, o coração, os pés, os braços e as mãos de Cristo. O sacerdote não é uma profissão, mas sim uma vocação, um chamado. É um chamado a se desprender de si mesmo, se sacrificar, para que outros tenham vida, e vida em abundancia. Não é um direito, mas uma graça gratuita de Deus, que Ele dá a quem quer e porque quer. Não é mérito de ninguém.

4º Qual o seu maior desafio na vida sacerdotal?


Resposta: ser fiel cada dia, cada hora, cada minuto, cada segundo. A fidelidade é o grande desafio para todo sacerdote. Ninguém tem garantida a fidelidade. A fidelidade é uma luta de todos os dias. A graça de Deus não falta. Mas a gente tem que corresponder a essa graça. Peço a Deus morrer como sacerdote e que não permita que me afaste dele.
Peço a vocês rezem por mim, para que continue fiel até a minha morte.
No meu túmulo quero colocar esta frase: PADRE ANTONIO RIVERO, SACERDOTE DE CRISTO. 



O Nosso Blog agradesce ao Pe. Rivero pela sua colaboração e pelo seu testemunho de amor a cristo e a Igreja, e em breve teremos mais testemunhos de padres, religiosas, diáconos, seminarístas, jovens e casais, leigos consagrados e muito mais, aguardem.



A Toca do Geo, celebrando o mês vocacional.



Nenhum comentário:

Postar um comentário