domingo, 29 de abril de 2012

O mundo está como está porque nós não amamos.


"Um mandamento novo eu vos dou: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, vós também amai-vos uns aos outros. Nisto todos reconhecerão que sois meus discípulos: no amor que tiverdes uns para com os outros" (Jo 13,34-35). Jesus vivera com eles durante todo aquele tempo, treinando-os no "amai-vos uns aos outros". O Senhor os amou primeiro e os foi formando para se amarem uns aos outros com todas as diferenças e com todas as durezas que havia entre eles: "Como eu vos amei, vós também, amai-vos uns aos outros".
Conosco agora é a mesma coisa. Jesus precisa nos treinar no amor efetivo uns para com os outros, para irmos e formarmos discípulos, ensinado-os, com nossa vida, a amar como Ele nos amou. 
A nossa sociedade, hoje, nos apresenta formas diversas de amar e respeitar ao próximo, constituindo realidades e práticas que envolvem o ser humano a ações que contrariam o maior dos mandamentos de Jesus, instituído desde o início da vida humana, e apresentado até hoje como primícia maior na vida do ser humano. Porém, tudo isso que Jesus ensinou e continua a ensinar, está usurpado, isto é, ocupado por outras coisas que a sociedade coloca como primordial na vida. O amor maior ao dinheiro, a fama, ao sucesso...
Diante disso, é fundamental uma análise e convivência do que de fato é, e o que na prática realizamos como forma de amar, na forma perfeita do verbo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário