quarta-feira, 29 de junho de 2011

Polêmicas:

Veja o pronunciamento da deputada Miryan Rios sobre a lei aos homossexuais

Ex-atriz da rede Globo e atualmente deputada estadual, Myrian Rios causou polêmica na internet depois da divulgação de um vídeo em que ela se manifesta no plenário da (Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) a respeito da homossexualidade. A veterana chegou inclusive a relacioná-la a uma eventual prática de pedofilia durante seu discurso.

“Não sou preconceituosa e não discrimino. Só que eu tenho que ter o direito de não querer um homossexual como meu empregado, eventualmente”, disparou. “Por exemplo, digamos que eu tenha duas meninas em casa e a minha babá é lésbica. Se a minha orientação sexual for contrária e eu quiser demiti-la, eu não posso. O direito que a babá tem de querer ser lésbica, é o mesmo que eu tenho de não querer ela na minha casa. São os mesmos direitos. Eu vou ter que manter a babá em casa e sabe Deus até se ela não vai cometer pedofilia contra elas, e eu não vou poder fazer nada”, emendou.

“Se eu contrato um motorista homossexual, e ele tentar, de uma maneira ou outra, bolinar meu filho, eu não posso demiti-lo. Eu quero a lei para demitir sim, para mostrar que minha orientação sexual é outra”, comentou. “Eu queria que meus filhos crescessem pensando em namorar uma menina para perpetuar a espécie”, completou ela ao se manifestar contra a PEC 23/2007, que visa acrescentar a orientação sexual no rol das vedações à discriminação da Constituição do estado do Rio de Janeiro.

Assista ao vídeo sobre da deputada estadual e dê sua opinião:

Nós católicos entre outros cristãos não somos homofóbicos, apenas queremos que as coisas sejam do jeito como devem ser. Por isso parabenizamos a Deputada Miryan Rios pelo pronunciamento. Pensamos que os parlamentares deveriam se preocupar com as situações das pessoas enquanto, moradia, saúde, educação e fazer leis que garantam a segurança da população. Por exemplo, quantas famílias hoje não sofrem com vários tipos de agressão como o Bullying que assola nossas escolas, quantos morrem em hospitais sem poderem ao menos ser atendidos, quantos charlatões há em hospitais enganando a população, quantos pobres miseráveis há no nosso país mendigando um prato de comida, quantos jovens se perdendo nas drogas, na postituição, na vida de crimes, quantos são obrigados a conviver com a violência porque o governo não intervem para resolver a situação.

Devemos sim nos unir e pressionar o governo para que tomem medidas que sejam urgentes e que resolvam as calamidades públicas que há no Brasil. Enquanto não houver bom senso muitas famílias ainda passaram noites escuras sendo obrigadas a engolirem o sofrimento, a dor, a revolta por terem perdido um filho, um pai, uma mãe, alguém querido. Sabemos que a lei é para todos, mas invés de realizarem sessões e mais sessões para a questão homoafetiva, poruqe não ocupar esse tempo em encontrar soluções para resolver as questões raciais focando a cultura indigena, afrodescendentes, pessoas que tenhem uma participação fundamental na construção do Brasil e que até hoje são tratadas como qualquer coisa menos pessoas, esses sim devem atenção maior, ta ai todo mundo já esquecer da chacina que aconteceu naquela escola do RJ 12 crianças assassinada por um cara vítima de bullying, 12 famílias destruidas um país revoltado, e projetos intervenção zero para se trabalhar essas questões nas escolas...

O Meio Ambiente ta ai, acabando de forma muito rápida, Novo Código Florestal, invéz de melhorar piora... Nós os colocamos no parlamento, então temos o direito garantido por lei de reenvidicar, por isso exortamos a população, a todos que nos acompanham nesta página que não se calem. Por que se nós nos calarmos as pedras falarão. disse Jesus.

Comentem, dêem suas opiniões.
use seu loguin e senha do orkut para deixar um comentário sobre este artigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário